Você conhece as raças de cachorros mais comuns?

Os cachorros são os melhores amigos do homem e quando se trata em ter um bicho de estimação, ele é logo o mais requisitado, depois vêm os gatos e os peixes. Mas quais as raças de cachorro são as mais comuns aqui no Brasil?

O mais popular é o SRD, que é conhecido como Vira-lata, depois vem o Poodlee, Pinscher, Labrador Retriever, Yorkshire Terrier, entre outros. Esses animais conseguem compartilhar com o seu dono um amor extremamente incondicional, companheirismo, dão divertimento e, se bem treinados, podem aprender muitos truques e comandos.

Mas no momento de escolher um pet para chamar de seu, é necessário que opte por uma raça de cachorro que se assemelhe com sua personalidade e sua rotina.

Para explicar melhor, imagine essa situação: uma pessoa muito agitada, com muitos compromissos ou que pratique algum esporte, talvez não se adapte com um cão que tenha um perfil quieto e introspectivo, pois ele ficaria o deitado o dia inteiro nos pés dos donos.

Agora, se optar por um cachorro mais brincalhão que tenha muita energia e disposição para fazer muitas atividades, poderá se enquadrar melhor com a pessoa muito ativa. Então, pense nas características e em seu modo de vida antes de comprar ou adotar um cachorro.

Adoção: ato de amor e com vantagens

Hoje a relação entre humanos e pets são mais estreitos e, sua maioria, passam a ser considerados membros da família e como filhos, devido ao companheirismo e carinho. Escolher uma doação de cachorro, ou gato, é muito mais vantajoso do que comprar um.

Infelizmente no Brasil são mais de 30 milhões de animais abandonados que estão em abrigos para serem adotados e, a cada dia que passa, aumenta mais esse índice.

Um cachorro ou gato, independentemente de sua raça, dão amor, alegria e companhia sem querer nada em troca. Veja alguns benefícios em se adotar um pet.

  • Inicialmente baixo e pouco investimento;
  • São mais resistentes;
  • Inteligentes e mais carinhosos;
  • Pets adultos com personalidade.

Qualquer raça de cachorro ou gato com pedigree custa muito caro tanto no ato da compra como nos cuidados essenciais, pois apresentam características peculiares que precisam de cuidados específicos.

No entanto, os pets de ONGs e Centros de Zoonoses já são tratados contra: vermes, pulgas e outros parasitas, como também são castrados. Somente precisa escolher e levar para casa.

Os vira-latas (SRD – sem raça definida) como já têm a experiência de vivência nas ruas e suas adversidades, apresentam menor possibilidades de ter alguma anomalia genética, dando mais resistência às doenças e vida longa. Diferente dos filhotes de cachorro de raça que demandam cuidados para não desenvolver anomalias por genética.

Como foram abandonados por seus donos, alguns desses animais já são treinados ou educados e sabem alguns comandos, além de serem espertos e ágeis. Uma curiosidade, eles estão sendo cada vez mais instruídos para se tornarem cães-guias e programas de terapia.

Ao adotar um animal na fase adulta do que um filhote traz algumas vantagens, pois os filhotes requerem muito tempo, paciência e energia porque é necessário ensinar alguns comandos, como o local de fazer as necessidades, não estragar móveis ou sapatos ao nascer os dentes, entre outros fatores, além das brincadeiras.

Já o adulto elimina a fase educativa no qual assegura um companheiro mais tranquilo na residência, mas apesar de pular a fase educativa, o vínculo de afeto é o mesmo como se fosse um filhote.

Sustentabilidade e estilo único fazem parte da adoção

O vira-lata é um pet especial, pois apresenta uma grande sociabilidade e um temperamento dócil. O ato de adotar um animal que não tem como saber suas origens, pode ser uma surpresa significativa.

Esse ato generoso, adotar, pode servir como motivação para outras pessoas adotarem também, construído uma ponte de sustentabilidade, consegue dar um lar a esses animais e, ainda, elimina preconceitos.

Os cachorros com pedigree esbanjam beleza e fofura, entretanto, os vira-latas apresentam mais docilidade, gratidão e originalidade, porque eles são animais com estilo, pelagem e personalidade única.

Eles garantem alegria e amor diariamente e, também, agregam benefícios à saúde mental como: o aumento da resistência do sistema imunológico; evitam a solidão; ajudam na autoestima; trazem relaxamento da rotina pesada; e evitam depressão.

Os nomes de cachorro podem ter vários, mas escolha o que mais for a cara do seu pet, pois a presença dele estreita laços familiares e sociais, é um companheiro de aventuras e brincadeiras é um assunto que traz alegria.

Ele também ajuda na interação com outras pessoas que tenham e gostam de animais. Lembrando que os pets, cachorro ou gato, podem ultrapassar uma década de vida, ou seja, podem chegar até 20 anos.

Isso significa que o ato de adotar, ou até mesmo comprar, é uma responsabilidade que não pode ser revogada, ou não deveria, pois são animais que são inocentes e cheios de amor. Pense com consciência antes de qualquer atitude!

Deixe uma resposta