Fique por dentro de mais um serviço para o seu pet

Às vezes, quando as pessoas veem um passeador de cães podem pensar que é um serviço fácil de se realizar, pois o indivíduo vive cercado de cachorros e natureza, mas o cotidiano desse profissional é diferente.

No entanto, outros profissionais, de várias áreas, estão trocando de profissão para poder se tornar um passeador de cães.

Alguns motivos dessa troca são: a combinação de cuidar de cachorros e trabalhar ao ar livre. Torna-se seu próprio chefe. e não se responsabilizar por equipes.

A profissão de passeador de cães também é denominada como dog walker. As vantagens dessa profissão são muitas, tais como:

  • Estipula seu próprio horário de trabalho;
  • Não necessita de trajes sociais para trabalhar;
  • Mantém o hábito saudável da caminhada;
  • Flexibilidade em termos de rotina.

Existem empresas especializadas em determinar raios de quilômetros aos passeadores da empresa, assim, o serviço assegurará que a caminhada tanto dos cães quanto do dog walker seja vantajosa, com menos custo de deslocamento, por exemplo.

Caso no dia do passeio o dia esteja chuvoso, recomenda-se o uso de toalhas, pois é comum que o animal fique coberto por água e sujeira.

Vale ressaltar que, a função de dog walker, vai além do caminhar com os animais, pois cada recurso utilizado deve ser mantido limpo, assim como as toalhas, por exemplo.

Não esqueça, o mercado oferece alguns cursos que ensinam algumas técnicas para se especializar como passeador de cães. Invista nessa profissão e saiba mais realizando o curso.

Conheça alguns tipos de guia para cachorro

O mercado atual oferece algumas variedades de guia para cachorro, que são vendidas em lojas especializadas em pets e, também, oferecem outros tipos como: coleiras, guias, arneses, focinheiras.

Para escolher a guia certa para o seu cachorro, o ideal é se basear na personalidade do cachorro e os hábitos que ele tem ao sair na rua. Além disso, esse item tem uma função essencial que é manter o pet perto do dono, controlar, educar e protegê-lo dos perigos.

O primeiro tipo de guia de cachorro é a convencional. Estas são as mais usadas, pois são fabricadas com uma grande variedade de materiais.

Hoje, é possível encontrar diversos modelos. A guia feita de nylon, por exemplo, é recomendada para cães de pequeno porte e precisa ser presa diretamente ao pescoço do animal.

Já o modelo confeccionado em couro é ideal para controlar raças de grande porte e consegue agregar elegância e suavidade do tato.

A guia tipo arame não é muito usada, pois pode ser ligada aos maus-tratos, mas em alguns períodos era amplamente utilizada, pois se mostrava eficiente na contenção de puxões.

O guia retrátil é chamada de “flexível”, isso porque é ideal para cachorros que gostam de se distanciar de seus donos. Esse modelo de guia se adapta aos movimentos do pet.

É um tipo de guia para cachorros de raças médias ou pequenas, com muita curiosidade ou inquietos e, também, que não ficam perto por muito tempo das pessoas.

Outros tipos de guias para auxiliar nos passeios

A guia de cachorro, assim como a coleira, são feitas para auxiliarem o caminhar ou correr com os cachorros nas ruas, parques, praças e lugares que eles possam gastar energia e evitar algum tipo de problema futuro. Confira mais algumas opções de guias úteis.

A guia de metal tem uma asa ou coleira de nylon e o restante é feito de metal. Este modelo de guia está voltado para filhotes com pouca idade, pois é comum que esses filhotes mordam tudo que vê pela frente.

Também tem a guia enforcamento, o nome pode ser assustador, mas ela exerce a função de educar o pet, ou seja, é uma guia que é usada para ensinar bons comportamentos. São mais utilizadas por treinadores durante as aulas de adestramento. Usá-las fora desse contexto, pode prejudicar o animal.

A guia multi-posição é uma das melhores escolhas, pois tem argolas com medidas diferentes e permite o ajuste conforme queira a proximidade do animal de estimação.

A última guia é o tipo halti, cuja principal função é ensinar o cão a não puxar enquanto estiver caminhando. É uma excelente opção para animais que apresentam dificuldades em se comportar bem ao ar livre.

Para obter mais informações a respeito, basta contatar profissionais especializados.

 

Deixe uma resposta