Os melhores exercícios e brincadeiras para o seu pet

Cães são seres ativos e animados por natureza. É por causa disso que eles se animam tanto quando os donos aparecem com a coleira para passear ou com brinquedos para o pet.

Entretanto, é preciso levar em consideração que isso não é apenas uma questão de diversão: brincar com o pet e dar-lhe atenção também é fundamental para que ele tenha uma vida longa e saudável, mesmo que seja por apenas alguns minutos todos os dias.

A boa notícia é que há uma gama de brincadeiras – praticamente todas elas muito simples – para manter o pet e o tutor entretidos e conectados. Confira algumas sugestões a seguir:

Esconde esconde

Nem todas as brincadeiras para cães são pura diversão: também é possível investir nos chamados jogos de habilidade. Como o seu próprio nome diz, o resultado não depende apenas da sorte do animal, como, também, de sua capacidade de se realizar uma ação. Consequentemente, a atividade acaba por ajudar o cão a refiná-la.

Um bom exemplo desse tipo de prática é um jogo de esconde esconde. Nele, enquanto os humanos usam a visão, o pet usa o seu faro aguçado para localizar o dono. Assim, além de se divertir, ele é estimulado a desenvolver esse sentido, algo útil e importante para a sua vida.

Outra maneira de encorajar um pet a melhorar as suas habilidades é criar uma espécie de canto para cavar em casa, tendo em vista que essa atividade é algo instintivo para o cão.

É possível, por exemplo, colocar várias mantas com objetos escondidos sob elas, de modo a encorajar o pet a cavar para encontrá-los.

Pegar uma bola ou frisbee

Da mesma maneira que seres humanos, cães têm uma margem de peso ideal para que se mantenham saudáveis. Além disso, exercícios físicos, como correr e pular, são importantes para a sua saúde.

Por conta disso, é interessante praticar jogos de agilidade, que normalmente envolvem o cão buscando um objeto jogado pelo dono.

Normalmente, as principais opções para tal são uma bola pequena ou mesmo um frisbee. Isso pode ser feito em casa (com cautela, para não quebrar nenhum objeto) ou em parques, para aproveitar dias ensolarados.

Contudo, é preciso levar em conta que, depois que o cão busca um objeto, seu instinto não é devolvê-lo ao dono, mas ficar com ele. Consequentemente, é preciso treiná-lo para que o cachorro devolva o item e a brincadeira possa se repetir.

Brincadeira a dois

Cães são seres extremamente sociais, o que explica o porquê deles serem tão apegados aos donos. Entretanto, nem todos consideram que isso também se aplica a outros cachorros: eles adoram ter um amigo para brincar.

Assim, combinar com um parente ou amigo que também tenha um cão para que os pets brinquem juntos é uma ótima pedida, seja em um parque ou na casa de um deles.

Pode-se procurar por brinquedos promoção e deixá-los entretidos por horas a fio, enquanto os tutores também aproveitam para conversar e se divertir.

Contudo, é interessante observar alguns fatores para evitar stress. São eles:

  • O temperamento do outro cão;

  • Se ele está vacinado;

  • Seu porte;

  • Se o seu cão gosta de estar entre outros cachorros.

Passeio em um cachorródromo

Infelizmente, muitas pessoas não têm nenhum amigo ou conhecido que também tenha um pet. Isso, contudo, não significa que o seu animal tenha que ficar sozinho: é cada vez mais comum que haja espaços de socialização para pets, tanto em locais públicos, como parques, quanto privados, como pousadas que aceitem animais.

No caso dos cães, esses espaços são denominados cachorródromos. Eles consistem em uma zona cercada onde os cães ficam soltos, podendo socializar-se e brincar como quiserem.

Por mais interessante que a proposta seja, é importante levar algumas medidas de segurança em conta. A primeira é contar com objetos de identificação animal, como uma coleira com o nome e o telefone do seu pet. Assim, caso ele fuja da área especificada ou seja levado por outra pessoa, quem o encontrar poderá entrar em contato com você.

No caso de animais de raça, o cuidado deve ser redobrado: há pessoas mal intencionadas com o objetivo de vendê-los, tendo em vista o alto valor que eles têm no mercado. Por conta disso, é interessante investir em um chip para cachorro, que permite localizá-lo de maneira mais exata.

Deixe uma resposta