A produção de ovos e suas características

Os ovos de galinha que são vendidos nos mercados e nos estabelecimentos como quitandas só é possível por conta de um sistema de criação de galinhas poedeiras.

As galinhas poedeiras são espécies de galinha que colocam ovos em larga escala e isso só é possível pois elas, inicialmente, são separadas do galo, produzindo ovos prontos para o consumo.

No entanto, para que seja possível ser um fornecedor de ovo de galinhaé importante ter atenção em muitos detalhes e aspectos da criação, para que as galinhas e toda a estrutura seja adequada para a produção do insumo.

Abordaremos neste artigos alguns pontos imperdíveis sobre a produção das galinhas poedeiras e como manter a saúde dos animais. Assim, se você deseja saber se é necessário realizar exames laboratoriais veterinários. ou quais materiais usar no espaço do criadouro, confira mais informações a seguir:

O ovo e suas características como alimento

A ingestão de ovos sempre foi um costume na alimentação humana e passou por diversas descrenças, pois até pouco tempo atrás ele era considerado uma forma rica de obtenção de colesterol ruim (LDL).

Contudo, por meio de pesquisas, verificou-se que a relação da ingestão de ovos e o colesterol não estão relacionadas.

Além disso, sua ingestão é muito benéfica. Isso porque esse alimento é rico em uma porção de componentes como:

  • Vitaminas;
  • Proteínas;
  • Gorduras;
  • Minerais.

Para que seja possível ter esse alimento de qualidade, é importante saber quais são as espécies de galinhas poedeiras, as formas de criação, a construção de puleiro de madeira, estufa e controle de temperatura, bem como a realização de exames laboratoriais.

Espécies de galinhas poedeiras

Existem algumas linhagens de galinhas poedeiras que são as mais utilizadas na criação de ovos em larga escala, como:

  • Lohman;
  • Isa;
  • Hyline;
  • Hissex.

Para escolher a linhagem da galinha, é preciso que o criador opte por qual tipo de ovos vai querer produzir, seja ovos brancos ou ovos vermelhos.

As chamadas poedeiras leves produzem ovos brancos, enquanto as linhagens de poedeiras pesadas produzem ovos vermelhos.

Desse modo, a criação das galinhas poedeiras podem ser divididas em três principais fases ou períodos.

Entre as fases estão: inicial, em que as aves possuem até 6 semanas de idade; na segunda fase, é quando as galinhas correspondem à idade de até 17 semanas de idade; por fim,  a terceira é quando estão na fase de 18 a 76 semanas de idade, podendo, em alguns casos, estender-se entre 90 a 120 semanas.

Criação das galinhas poedeiras

Há três modelos básicos para que a criação de galinhas seja saudável e resulte em bastante produção.

A primeira consiste em usar a estrutura de piso nas três fases (citadas anteriormente), a segunda o uso de gaiola nas três fases e a terceira é a combinação de piso e gaiola.

Abaixo falaremos de 2 cuidados para que a produção seja assegurada:

Alguns cuidados são essenciais para que a produção das galinhas poedeiras sejam qualificadas. Uma delas é o cuidado com estresses ambientais.

Assim, é importante que mudanças no ambiente, como a inserção de novas gaiolas, sejam feitas com segurança. Além disso, é preciso evitar a falta de comida e visitas frequentes. Caso isso não seja assegurado, as galinhas param de colocar ovos.

Mais ainda, para que a produção de galinhas poedeiras seja qualificada, é necessário uma dieta equilibrada.

A dieta equilibrada permite que as galinhas coloquem ovos por um longo tempo e a falta dessa nutrição faz com que as galinhas parem de por.

Desse modo, o cuidado com os estresses ambientais e com a nutrição são essenciais para a qualidade da produção, bem como o suporte de uma clinica veterinaria 24 horas para ocorrências urgentes, como acidentes com os animais.

Exames laboratoriais veterinários

Para que toda a criação das galinhas poedeiras ocorra de forma correta e segura, é de muita importância o suporte de profissionais, tanto de técnicos e engenheiros agrônomos, como de veterinários.

Esta última categoria é essencial para receitar remédios e identificar possíveis problemas com o ambiente da produção.

Para isso, é necessário exames laboratoriais que permitam tanto a monitoria sanitária como para o diagnóstico da saúde dos animais. Falaremos de dois procedimentos, cada um para o seu respectivo objetivo.

1. Monitoria sanitária: exames sorológicos

Os exames sorológicos permitem identificar agentes causadores de infecção, no soro sanguíneo.

Assim, é possível identificar se o ambiente está infectado e causando patologias.

São considerados exames sorológicos: H.I para doenças de NewCastle; Imunodifusão, para Influenza tipo A; e Imunodifusão para laringotraqueíte.

Vale destacar que a realização desses exames é uma ação preventiva.

2. Diagnóstico

Os exames veterinários para diagnósticos servem para a detecção de doenças.

Isso porque ajudam a identificar problemas que já existem, como doenças e pestes, para que ações sejam tomadas. Alguns exames de diagnóstico são:

Só com esses detalhes e elementos é possível ter uma criação de galinhas poedeiras de qualidade e garantir produtos que fornecerão todos os nutrientes para os futuros consumidores dos ovos.

Deixe uma resposta